"O cotidiano me fascina"


(Antônio David Diniz)

“A fotografia, é uma invenção do século XIX que, pela primeira vez, era possível registrar o passado sem ser apenas com palavras ou imagens pintadas. A invenção da fotografia foi o nascimento de uma nova linguagem, uma nova forma de comunicação visual. Numa época em que bilhões de fotos são tiradas por ano, os fotógrafos têm talento artístico para imortalizar as imagens captadas do nosso cotidiano, tornando-se cronistas de uma época"



“Fotografar é algo tão prazeroso pra mim, pois o cotidiano da vida me fascina”



“Nunca fotografamos e fomos fotografados tanto como agora”



“A inspiração que você procura já está dentro de você. Fique em silêncio e escute”



“Fotografia é capacidade inata de descobrir o significado do que vemos. Deixe seu olhar fruir esteticamente”



O Olhar de Antônio
(Julieta Barbosa)

Há quem se perca no abismo insondável das palavras, no gargalhar profundo que os pequenos sinais emitem ou nas loas que as pessoas tecem quando se juntam para representar o teatro do absurdo. Eu, porém, gosto do silêncio do seu olhar, seu moço! Ele capta tudo o que reverbera dentro de mim, no momento em que as minhas mãos calejadas de sofrimento e dor cavam cada vez mais fundo a terra infértil. Gosto do seu olhar, seu moço, pois ele descansa as bocas das mentiras que os homens contam.

(Antonio David Diniz. Um poeta do olhar! Um ser humano sensível e de um talento raro. Orgulho da Paraíba! - Julieta Barbosa)


Patrono do Blog
Carlos Romero (1923-2019), cronista paraibano.
RECOMENDE AOS SEUS AMIGOS
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

3 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Vocês verdadeiros poetas de muita sensibilidade. Obrigado de coração pelas palavras.

    ResponderExcluir

Deixe o seu comentário