Eu e a Psicanálise


(Alcione Albertim)

Há quatro anos decidi começar o curso de Psicologia, levada pelo desejo de expandir meus conhecimentos e minha área de atuação profissional. Queria estudar Psicologia Analítica, o que me levou à Psicanálise e, consequentemente, à Psicologia. Poderia ter seguido a minha formação psicanalítica sem necessariamente ter feito o curso de Psicologia, mas minha sede de conhecimento me impulsionou a querer ir além, e entender a Psicanálise dentro da Psicologia.

E essa decisão só me trouxe ganhos, pois venho aprendendo muito, não apenas em termos de conteúdo, mas sobretudo, em relação à vida.

Voltar a cursar uma graduação depois de já haver passado por todos os estágios que a formação acadêmica demanda, a saber, graduação, mestrado e doutorado, além de exercer a profissão de professora, ministrando aulas e orientando trabalhos há quase quinze anos na Universidade, sem dúvida alguma, possibilitou-me ter um outro olhar sobre mim mesma e sobre o lugar que ocupo e onde me realizo profissionalmente.

Sou apaixonada pelo Grego Antigo e pelo Latim, além da Literatura Clássica e pela Cultura desses tempos primevos, e poder falar disso, ensinar isso em minhas aulas é uma grande realização. E quão grande foi a minha alegria ao descobrir que o pai da Psicanálise também foi beber nessas fontes para desenvolver sua teoria!

Hoje, como consequência natural dessa trajetória, realizo-me ainda mais, tendo a oportunidade de juntar a fome com a vontade de comer. Dar aula sobre Psicanálise, tendo como arcabouço os estudos clássicos, para pessoas interessadas e amantes, assim como eu, desse universo, que ratifica a nossa condição de seres desejantes.

Patrono do Blog
Carlos Romero (1923-2019), cronista paraibano.
RECOMENDE AOS SEUS AMIGOS
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

0 comentários

Postar um comentário

Deixe o seu comentário