Além de mim

(Giovanna Simões Maropo)

Nessa vida há de se ter coragem para ser alguém amável como para ser alguém estúpido. Quem segue esta última alternativa e tem uma atitude mesquinha penso que a melhor saída para nossa saúde mental é respirar fundo e desejar crescimento para essa pessoa.

Me pergunto se, com o avanço da tecnologia, no mundo virtual, as pessoas vêm desenvolvendo suas características negativas, tornando-se cada vez mais frágeis, prepotentes, invejosas ou se tudo isso apenas torna mais transparente o que tende a existir por si só.

Será que de fato a internet incentiva esse ódio diário do qual nos alimentamos a toda hora ou faz apenas o papel de um ressoador sem filtro dessas emoções que todos nós guardamos, mas alguns não sabem canalizá-la?

Fico pairando sobre essas ideias porque há dias em que evito abrir o Facebook ou o Instagram para não me entristecer com o menu de aborrecimentos. Mas, ao mesmo tempo, eu já pertenço a esse mundo e me acomodei nele, sendo assim muito difícil ignorar justamente aquilo que me incomoda.

Peço desculpas pelo desabafo, mas me impressiono sobre como o mundo parece estar cada vez mais confuso… além de mim!


Patrono do Blog
Carlos Romero (1923-2019), cronista paraibano.
RECOMENDE AOS SEUS AMIGOS
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

0 comentários

Postar um comentário

Deixe o seu comentário