Dia de Finados

Na próxima quinta, teremos o impropriamente chamado Dia dos Mortos, ou de “Finados”. Aqui para nós, muita gente ainda acredita que a pessoa que não respira mais vai encerrar sua vida num bonito caixão, debaixo da terra. Embora a Ciência prove que o corpo físico se decompõe, restando apenas os ossos, muitos acham que o que se decompõe se recomporá no dia em que uma trombeta tocará chamando os mortos. Para o Juízo Final.

Dependendo do julgamento, há os que vão curtir as delícias do Paraíso, outros irão para o Purgatório e, finalmente, os que serão condenados ao Inferno eterno, onde há muito fogo, e Deus fica de braços cruzados, indiferente a essas torturas. Aqui para nós, há muita gente que ainda acredita nessas alegorias.

Há os materialistas que pensam que tudo se acaba, que tudo vira cinzas... E os espiritualistas? Esses sabem que o que fica sepultado na terra é a carcaça carnal, e que o espírito sobrevive à matéria.

Dia dos Mortos. Não vou ao cemitério há muitos anos, mas lembro dos entes queridos que já se foram. Que tal pegar os seus retratos e orar? Que tal mentalizar uma prece em seu nome, enviar-lhes boas vibrações?

E os caixões mortuários, como são bonitos! Mas, seus comerciantes não têm o direito fazer propaganda de suas mercadorias... Nem no rádio, nem no jornal, nem no outdoor, nem nos supermercados anunciam os bonitos caixões. Ninguém dizendo: "Compre o seu caixão agora e pague em dez vezes.

Certa vez, vi uma coisa que muito estranhei, numa pequena cidade alemã, chamada Wiesbaden: uma requintada vitrine de caixões mortuários. Talvez destinados aos mais ricos. Tive pena que caixões tão bem confeccionados fossem lançados à terra.

No Dia de Finados, sempre me lembro da inscrição no túmulo de Allan Kardec, no cemitério Père Lachaise, em Paris: "Nascer, morrer, renascer ainda, progredir sempre, tal é a lei"…
O AUTOR
Carlos Romero é escritor, jornalista, membro da Academia Paraibana de Letras e tem a crônica como forma literária favorita. Um estilo no qual retrata com forte dose de lirismo e humor suas sensíveis observações acerca do cotidiano.
RECOMENDE AOS SEUS AMIGOS
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

0 comentários

Postar um comentário