Fazer o que gosta

Qual a profissão que você escolheria hoje? Eu optaria pela aviação. Lindo aquele uniforme azul do comandante, a caminho da aeronave, levando sempre um sorriso que imprime confiança aos passageiros. E mais belo ainda quando ele, à entrada da aeronave, dá votos de boas vindas aos que vão entrando no monstro de aço, que faz muita gente temer e tremer.

Depois vem o silêncio, aquele momento meio dramático da decolagem. O avião vai subindo, subindo, até entrar na horizontal, atropelando nuvens e enfrentando o vento. Como deve ser boa a sensação do comandante!

Sim, agora, todos estão dependendo de suas mãos, de seu olhar, de sua competência. Quantas milhas a vencer? Quanta atenção exigida!...

Ninguém sabe o nome do comandante, quais os seus problemas... Quais serão os seus pensamentos quando está entre a terra o céu? Suas saudades, seus amores, suas reflexões? Que sensação o domina naquele momento? Ninguém sabe. Todos no avião só estão ocupados e preocupados com os seus problemas. Ninguém pensa no que dirige a aeronave e tem o destino dos passageiros em suas mãos.

Outra profissão que eu escolheria sem pestanejar, é a de maestro. Maestro de uma orquestra sinfônica. Maestro que, a exemplo do comandante, também é um deus. Que sensação divina a de reger uma orquestra! Todos os músicos atentos aos seus gestos, às suas mãos, que lembram borboletas levitando sobre flores num jardim...

Duvido que um maestro entre em depressão, que esteja de mau humor, quando suas mãos começam a despertar os instrumentos para a música, com sua varinha mágica.

Comandante, maestro, muito melhor do que ter sido... Não, não vou comentar profissões prosaicas, rotineiras e tristes... Só sei que a coisa mais importante da vida é a fazer o que gosta, ter prazer na profissão. Não há maior violação a si mesmo do que procurar um meio de vida que não sintonize com o seu temperamento.
Patrono do Blog
Carlos Romero (1923-2019), cronista paraibano.
RECOMENDE AOS SEUS AMIGOS
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

0 comentários

Postar um comentário

Deixe o seu comentário