Caminhar e compartilhar

Sim, nada de se isolar, que ninguém vive sozinho. Portanto: o negócio é compartilhar. Que não exista barreira entre mim e o outro. Sartre não quis compartilhar e foi o homem mais infeliz do mundo, a ponto de dizer: o outro é o inferno. Ele, porventura, era o paraíso?

Minha Lau, já anoitecendo, me chama para fazer uma caminhada na praia. Já está toda pronta para o cooper. E eu, com uma preguiça danada, fiquei na dúvida se deveria movimentar as pernas ou não. Mas termino botando meu traje esportivo. E sinto que todo o meu corpo vibra de alegria. Caminhar é bom, faz a gente respirar melhor. E vai, aqui, um aviso aos barrigudos: movimentem as pernas, enquanto podem….

O gosto do caminhar é o fervilhar do sangue em nossas veias. Depois, o caminhar socializa a pessoa. Não se esqueça de que, de um hora para outra, você pode ficar impedido de movimentar as pernas. Não brinque com a vida. O negócio é estar atento, vigilante.

O negócio é compartilhar. Tudo está compartilhando. Nada está se isolando. Viva a moderna tecnologia que está fazendo, o que a religião não está conseguindo: conectar as pessoas.

Que bom é a vida! Que bom é caminhar, que bom é esquecer mágoas. Mágoa tem sabor de ferrugem.

Novo ano se aproxima. Drumond disse que um ano passa, mas outros virão. Um grande consolo!

Mas não esqueça da caminhada, todos os dias, com a mesma pontualidade do nosso Sol. E viva as nossas pernas que nos movimentam, o nosso coração que continua batendo, os pulmões respirando, o sangue correndo que nem um rio.

Quantos gostariam de ter pernas para andar. Ah, os paralíticos! Quando Jesus os curava, que alegria! E você que tem boas pernas por que não caminha? O castigo é o buchão.

Faço minhas caminhadas, há muito tempo. E devo este exercício diário aos pés e às mãos. E termino a crônica dizendo: o negócio é caminhar e compartilhar!
Patrono do Blog
Carlos Romero (1923-2019), escritor, jornalista, membro da Academia Paraibana de Letras.
RECOMENDE AOS SEUS AMIGOS
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

0 comentários

Postar um comentário

Deixe o seu comentário