Os dias da semana

Andei pensando nos dias da semana e me veio a pergunta: “Qual o seu dia da semana predileto?” E eu, com meus botões, respondi sem pestanejar: Quinta-feira. Mas, depois me veio um ligeiro remorso. Por que me esqueci do domingo, o dia em que eu cheguei ao mundo, numa fria tarde em Alagoa Nova? Não, curioso, nem pense que vou dar aqui o ano do meu nascimento. E deixe de estar espiando a idade dos outros, que isso é muito feio. É negócio para velho que não tem o que fazer. Vê lá se uma criança ou um jovem se preocupa com a idade de ninguém... Esqueça, portanto, a sua idade, a idade dos outros, lembrando que a gente não sente a idade que tem, a gente tem a idade que sente.

Mas, voltando ao meu dia predileto, não é o domingo, é a quinta. Também namoro um pouco com a segunda, que para muitos é um dia muito amargo. Acho o sábado muito simpático, e tenho certeza de que se houvesse um plebiscito, o sábado seria eleito pela grande maioria. O sábado é o dia em que você aproveita para viajar, fazer compras, fazer o que não pode fazer nos outros dias. O sábado é tão forte que já está contaminando a sexta. Muita gente só está trabalhando na sexta de manhã. Até mesmo em certas repartições. A tarde é para a viagem, o lazer, o descanso, embora muitos assim não pensam. Aproveitam a folga para o trabalho. São os chamados “workaholics”, os viciados em negócios e nada de ócios.

Voltando ao assunto que vínhamos tratando, o espaço de tempo rigorosamente dedicado ao lazer, hoje, são: metade da sexta, sábado e domingo. E como eles interferem no nosso humor, na nossa disposição de viver! A alegria do brasileiro começa na sexta, cuja tarde é para arrumar as malas, que, como disse o poeta, ninguém é de ferro. Você já procurou um médico da sexta para o domingo? Difícil encontrá-lo. Deus me livre de adoecer nos fins de semana. A maioria dos nossos esculápios está nas chácaras e fazendas.

Agora chegou a vez da segunda. Poucos sorrisos no rosto, muita ressaca na alma e muitos telefonemas mal humorados! Mas, sabe qual é o motivo disso? É que pouca gente se prepara para a segunda-feira. Abusa do sábado e do domingo, come demais, bebe demais, e nada de se preparar para a luta que se inicia na segunda. Nada de um pouco de meditação, de reflexão, de leitura, de boa música, de boas caminhadas, de um contato mais íntimo com a Natureza.

Houve tempo em que a semana tinha seis dias úteis. Será, então, que o domingo é inútil? Inútil, sim, para quem não sabe utilizá-lo... A verdade é que a semana está reduzida a quatro dias e meio. Começa na segunda de manhã e termina na sexta no final da manhã...

Ah, os dias da semana! Como eles se parecem com as pessoas! E como as pessoas lhes sofrem a influência! E você, qual o seu dia predileto? Diga, e eu lhe direi quem é você.
Patrono do Blog
Carlos Romero (1923-2019), escritor, jornalista, membro da Academia Paraibana de Letras.
RECOMENDE AOS SEUS AMIGOS
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

0 comentários

Postar um comentário

Deixe o seu comentário