Deus e as frutas

Sim, foi Deus quem criou as frutas. O homem é incapaz de fazer uma pitomba. Pode fazer um computador, um robô, ou mesmo um avião, mas jamais fará uma maçaranduba.

O homem é um criador de coisas mortas, excetuando-se os artistas. Os artistas chegam perto da Divindade. Não é meu Mozart, meu Miguel Ângelo, meu Goethe, meu Beethoven, meu Augusto dos Anjos?

Mas voltemos às frutas, que a boca já está se enchendo d'água. Sempre as apreciei, desde quando eu era menino e costumava visitar uma casa que vendia frutas, de um tal de Guimarães, lá no Ponto de Cem Réis.

E vem a indagação: que seria da vida sem as frutas? Fruta azeda como a groselha e doce como o sapoti. E a única fruta que mereceu destaque na Bíblia, em que se diz que o fruto proibido comido por Adão foi a maçã. Mas eu acho que deveria ser o abacaxi, fruta de minha predileção. Aqui para nós, a maçã da Bíblia terminou se transformando num verdadeiro abacaxi...

Deus criou uma infinidade de frutas para agradar o paladar do homem. Minha mãe adorava pinha. E se chamava Pia, nome que terminou como Piinha.

Não sei qual é a sua predileção do leitor. Meu amigo, engenheiro Joaquim Silveira, tem como fruta predileta a pitanga. Ora vejam só... Mas gosto não se discute. A jaca é gostosa, mas não cai do pé, a exemplo da maçã, cuja queda fez o físico Newton descobrir a lei da gravidade. Imaginem só o que é um gênio. Desde que o mundo é mundo que caem maçãs de seus pés, no entanto, só depois de muito tempo é que o físico inglês, observando sua queda, descobriu uma lei. É a tal coisa, muita gente não sabe olhar. Só os gênios vêem o que os outros não vêem.

E vamos a mais frutas: pinha, maçã, pitomba, banana, uva, laranja, pêra, jaca, groselha, pitanga, abricó, cacau, (donde sai o chocolate), limão... E aí eu me lembro do ditado: “se a vida lhe dá um limão, faça uma limonada”. Quanta filosofia nesta frase...

Indagará você: “Por que este cronista trouxe um tema frutífero para a crônica?” Ora, ora, por que ele passou a infância inteira num sítio, debaixo de mangueiras, e onde havia muitas frutas. Passava as noites ouvindo as mangas caindo no chão... Que beleza!

Vamos adiante. O nosso país é o país das frutas. Aqui, a gente vê vendedores de frutas até nas ruas. Isto não se vê no estrangeiro.

E a banana? Que gostosura! Que digam os macacos. Uma fruta sem caroço. Só não gosto quando dizem de um sujeito preguiçoso: “Aquilo é um banana”. E que dizer das mulheres e das frutas? Que são uvas...

E o coco? Que delícia de água e de polpa, a gostosa “laminha”.

Frutas que engordam, frutas que emagrecem. Dizem que o abacaxi queima gordura. Basta um regime de 15 dias, será?
Repitamos: Que seria da vida sem as frutas? Só Deus sabe fazê-las. E agora chega minha Lau perguntando se eu quero melancia? Claro que sim.

Quanta diversidade frutífera! Fruta sem caroço, como a banana, com muito caroço como a pinha e de um caroço só, como a manga.

Para concluir, se você me perguntar qual a minha fruta predileta, eu direi, com muita água na boca: Abacaxi doce.
Patrono do Blog
Carlos Romero (1923-2019), escritor, jornalista, membro da Academia Paraibana de Letras.
RECOMENDE AOS SEUS AMIGOS
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

0 comentários

Postar um comentário

Deixe o seu comentário