A mente não mente

Chegou a vez de falar sobre a mente. Deixemos as mãos, os pés, os olhos e falemos da mente, que fica lá no alto do cérebro e onde moram nossos pensamentos.

A mente é a grande realidade da vida. A mente não mente. E sua importância foi ressaltada pelos antigos, que já diziam: ”mente sã, corpo são”. Repito: lá é onde moram nossos pensamentos. E não esqueçamos que somos o que pensamos. Tão importante é o pensamento, que o filósofo Descartes, pai da filosofia moderna, ganhou fama com a famosa sentença: ”Penso, logo existo”.

Mas para chegar a essa assertiva, o famoso pensador não fez outra coisa na vida, a não ser pensar. Nunca viu as manhãs, porquanto dormia até meio dia. E acordava para pensar, que o pensamento para ele era tão importante como o oxigênio. Descartes, portanto, morava na mente.

Como disse, somos os nossos pensamentos, que se transformam em atos. Está ai a necessidade de nossa constante vigilância, a necessidade de estar atento. Jesus nos deu uma grande receita: ”orai e vigiai para não entrardes em tentação”. A tentação é um perigo. E há tantas tentações: a do sexo, a do poder, a do dinheiro, a da vaidade, a da gula, dos vícios. Na oração do Pai Nosso, Jesus não esqueceu o “não nos deixeis cair em tentação. ”

Disse o apóstolo Tiago que há tentação quando há concupiscência. E o que é concupiscência? Responde o dicionário: ”apetite sensual, inclinação para a lascívia”. Concluindo: tendência. Por conseguinte, se não existisse a concupiscência, não haveria a tentação. Tiago tem razão.

Voltemos à mente, que fica lá no alto do nosso corpo, este maravilhoso cosmo orgânico. Deus sabe o que faz. Estejamos, portanto, vigilantes com a mente. O ditado popular já disse que se cochilarmos o cachimbo cai.

E quem também ressaltou a importância de nossa mente foi Emmanuel, mentor do médium Chico Xavier, no livro “Pensamento e vida”. Livro de uma profundidade impressionante. E fico pensando como é que o médium, de instrução primária, conseguiu escrever aquilo?

Veja só o que disse o autor espiritual do citado livro: “A mente é o espelho da vida em toda parte. O campo da consciência desperta. ” Mais adiante, completa: “Respiramos no mundo das imagens que projetamos e recebemos.”

O pensamento é tudo. Daí lecionar Emmanuel que “o pensamento sombrio adoece o corpo são e agrava os males do corpo enfermo. ”Mas muita gente pensa que pensa. Ah, como eu gostaria que Descartes tivesse conhecido Emmanuel...

Acontece que muita gente deseja não pensar, não refletir, que nem um animal. E haja álcool na cachola. E haja distração, e haja alienação.

“Penso, logo existo”, disse Descartes. Penso, logo sou responsável, diz o cronista. No próximo texto, escreveremos sobre o corpo, este maravilhoso santuário tão desrespeitado pela insânia de muitos.
Patrono do Blog
Carlos Romero (1923-2019), cronista paraibano.
RECOMENDE AOS SEUS AMIGOS
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

0 comentários

Postar um comentário

Deixe o seu comentário