Carta a Cartaxo


Não é propriamente carta, mas bilhete. Bilhete endereçado ao nosso prefeito debutante Luciano Cartaxo, que acaba de entrar na realidade administrativa, agora sem campanha, sem propaganda, sem os eleitores acenando e gritando “já ganhou, já ganhou”. Valeu o esforço, o jovem prefeito está aí, ora com gravata, ora vestido, esportivamente. A gravata ficou para os debates frente à TV. É verdade que o dinâmico e inesquecível Damásio Franca trabalhava na rua, de paletó e gravata. O mesmo ocorria com o presidente João Pessoa, que administrava o trabalho dos presidiários, na rua, vestido de jaquetão e gravata, e com aquela seriedade que Deus lhe deu.
Mas vamos ao bilhete, que já está se tornando carta. Sim, meu jovem e elegante prefeito. Confesso que estou muito ansioso pela sua ação governamental, pela obrigação de tornar a nossa João Pessoa numa bela, educada, limpa, silenciosa e tranquila capital, hoje tão visitada pelos turistas, atraídos pelos nossos encantos naturais, a começar pela praia Tambaú, sem dúvida a mais bela do mundo, e olhe que tenho viajado muito por aí afora, tendo até livros publicados nesse sentido. E como toda pessoa sensível e inteligente sabe transformar suas viagens num verdadeiro curso de experiências, confesso que as verdes e mornas águas do nosso mar não se comparam com mar nenhum do mundo.
Sei meu jovem edil, que os problemas são muitos, que há aqueles que procuram prejudicar seu trabalho, que a verba não é farta e assim por diante.
Meu jovem prefeito, lembre-se de que uma cidade que se preza, mormente quando é capital de um Estado, precisa dos seguintes itens: ser silenciosa, nada de poluição sonora, limpa, nada de lixo pelas ruas, ajardinada, sem buraqueira nas calçadas, bom transporte, se bem que a solução é ainda um metrô, de superfície ou não. Uma cidade, capital de um estado, precisa de belas praças, jardins botânicos, praias sem barulho, constante culto à Natureza. Lembrar que João Pessoa já foi cantada pelos poetas como cidade-jardim. Educação e silêncio, eis o grande binômio para a nossa capital.
Mas fiquemos por aqui, meu jovem prefeito. Um último lembrete. Desobstrua o final da Av. Epitácio Pessoa, a principal de nossa cidade, que nas noites de fins de semana fica um caos, interditado para barracas, o diabo...
Ainda volto. Se Vossa Excelência não se incomoda...
Patrono do Blog
Carlos Romero (1923-2019), cronista paraibano.
RECOMENDE AOS SEUS AMIGOS
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

0 comentários

Postar um comentário

Deixe o seu comentário