Ser Feliz

Ser feliz!... Ser feliz é sentir que a vida não passa inutilmente, como disse o escritor Érico Veríssimo. É não se apegar ao que é efêmero. É não guardar ressentimentos, mágoas e desgostos, pois a vida é muito valiosa para ser desperdiçada com mesquinharias e tolices que não levam a nada. É estar atento ao momento que passa, aproveitá-lo ao máximo. É ter olhos para ver as belezas que a vida nos oferece todos os dias sem cobrar um centavo.

Ser feliz é não se angustiar, não se deprimir, não sofrer pelo que ainda não aconteceu. É visitar, vez por outra, o passado, e dele ouvir as lições que amadureceram a nossa vida. Afinal, a experiência é a maior riqueza que levaremos daqui do mundo.

Ser feliz é ter consciência da imortalidade da vida. É ter domínio sobre si mesmo. São tantas as tentações, tantas as provocações, tanto os desafios! É preciso estarmos vigilantes e em constante integração com o Todo, pois só assim estaremos fortalecidos. Estaremos em paz.

Ser feliz é não ter inveja, nem provocá-la. A vida é muito preciosa, muito bonita, para estarmos salpicando-a de lama. Ser feliz é esquecer ingratidões. É sentir-se em comunhão com tudo. É sentir-se uma simples gota no oceano. Viver em comunhão é multiplicar-se, é integrar-se. É estar sempre cultivando boas e estimuladoras lembranças.

Ser feliz é estar sempre pronto para uma reconciliação, para um entendimento, para um perdão. Nada envenena tanto como o ódio. Por que, então, não dissolver esta pedra com a força do amor? O fogo, por mais violento que seja, termina se extinguindo ao encontrar um terreno limpo. Estejamos sempre limpos de sentimentos e pensamentos negativos.

Ser feliz é se conscientizar das numerosas bênçãos que nos rodeiam. Ah, como somos cegos para as imensas dádivas que recebemos da vida! A benção do olhar, a benção do pensamento, a benção da palavra, a benção da imaginação, a benção do corpo, da casa, do amigo. São tantas! Só sentimos o seu valor quando as perdemos...

Ser feliz!... Ser feliz é amar. Amar, mesmo sem ser amado. Só isto.
Patrono do Blog
Carlos Romero (1923-2019), escritor, jornalista, membro da Academia Paraibana de Letras.
RECOMENDE AOS SEUS AMIGOS
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

0 comentários

Postar um comentário

Deixe o seu comentário