O Melhor Companheiro de Viagem

Meu pai costumava dizer: “se quiser conhecer bem uma pessoa, viaje com ela”.

Está aí uma verdade, porquanto na viagem são várias as situações e reações que comprovam um temperamento.

Acontece que há um companheiro de viagem que não dispenso nas minhas vilegiaturas. Ele é calado. Ou melhor, um mudo que fala.

Estou certo que o leitor já adivinhou de quem se trata. Refiro-me ao livro.

Confesso que não arredaria o pé daqui sem a sua companhia. E a minha esposa já sabe disso. Tanto é assim que antes de fechar a mala, vai logo perguntando:
– “Quais são os livros que você vai levar?”

Aí é que surge o grande problema. Como escolher meus companheiros, que tanto me ensinam e que me fazem aproveitar os vazios do tempo?

Ah, as longas esperas nos aeroportos... a monotonia nos vôos aéreos... nas salas de embarque... Confesso que já li um livro todinho sentado num banco de praça. Sabe onde? Em Chamonix, nos “Alpes Franceses”, contemplando, vez por outra, a brancura gelada do Mont Blanc. Não tive coragem de subir até aquelas alturas. Eu e Lau. Assim, enquanto esperava que os outros companheiros, Germano e Davi, descessem, mergulhei na leitura de um livro.

Mas, como disse, o problema está na seleção dos livros. Quando entro na biblioteca para escolhê-los, tenho a impressão que todos acenam suas páginas para mim, rogando para levá-los.

Ah, leitor, como sofro! Não há coisa mais difícil na vida do que a escolha. O pior é que, às vezes, erro na seleção desses meus companheiros de viagem. Aí vem a frustração. Havia outros melhores para levar...

A verdade é que viajar conduzindo um livro torna a viagem mais amena, mais saudável. E quando acontece adquirir livros lá fora, não queira saber a ciumeira dos outros...

Quem consegue resistir à tentação de entrar numa grande livraria? Viajar lendo é outra coisa. É viajar duplamente.
Patrono do Blog
Carlos Romero (1923-2019), escritor, jornalista, membro da Academia Paraibana de Letras.
RECOMENDE AOS SEUS AMIGOS
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

0 comentários

Postar um comentário

Deixe o seu comentário